sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Estrada Creek Old Vines Zinfandel 2006


Estados Unidos, Califórnia. Anders-Lane Artisan Wines elabora este Zinfandel, temperado por 8% de Carignan. Este vinho estagia 14 meses em barricas de carvalho americano. 13,5% vol álc.

A linha Estrada Creek corresponde aos produtos de entrada desta grande vinícola.

Ao serví-lo, pensei estar servindo um Pinot Noir, tamanha a semelhança de cores. Cereja, translúcido, brilhante, alguns toques atijolados.

No nariz, fruta madura, especialmente as vermelhas (morango, framboesa). Madeira. Algo vinoso. Após algum tempo, surgem também florais e um aroma doce, creio, proveniente da madeira, que lembra um manjar de côco.

Corpo leve para médio, bem taninoso e fresco. Quente. Final amargo. Sabores a morango, amora, cereja, chocolate e café. Com o tempo surge também uma gostosa baunilha nas retronasais. 10+.

Com a comida (torta de palmito, torradas, antepasto de beringela, queijos e salame), principalmente com os "pães", o vinho ficou mais suave, até elegante, sem nenhum amargor.

A minha litragem não me permitirá classificar a sua proximidade a um  Zinfandel puro sangue do Napa, mas eu gostei deste vinho. Em termos de custo x benefício, pelo preço que chegou através da Sociedade da Mesa, R$ 36, está bem encaixado. Por outro lado, quando comparado aos R$ 65 praticados pela Wine Lovers, sua importadora tradicional, fica um pouco fora.

De qualquer forma, as outras garrafas que tenho serão apreciadas no próximo ano, pois creio que não apresentará qualquer evolução, tampouco afinará taninos ou suavizará o amargor final. EMHO, este é o seu shape. Nestas ocasiões, buscarei comidinhas simples e descompromissadas e alguns pães para acompanhá-lo.

2 comentários:

Rômulo Lôbo disse...

Caro Marcus, tomei esse vinho e achei um vinho totalmente sem expressão. Um vinho sem acidez,insosso.Na minha opnião, passa por boca e não deixa saudade.
De qualquer forma respeito seu comentário. Um dos vinhos mais fracos destribuidos pela Sociedade da Mesa.

Marcus disse...

Opa Rômulo,

Eu já havia lido o seu comentário, assim como o de outros bloggers. Ninguém aprovou este vinho.

Posso dizer que eu dei sorte, ainda que também não tenha me empolgado tanto.

De qualquer forma, a expectativa gerada pelos comentários era bastante baixa e me surpreendi com o que encontrei durante a prova.

A Sociedade da Mesa costuma me agradar, principalmente com os espanhóis que eles trazem. Vc já era associado no início do ano passado, quando nos enviaram o Condado de Almara Reserva? Vinhaço... Antes deste, veio o Seleccion, da mesma vinícola... Belo vinho também. Ainda tenho alguma coisa dos dois.

Valeu pelo comentário. É no respeito das opiniões divergentes que repousa a base da democracia e na troca de idéias que evoluem-se os conceitos.

Forte abraço,
Marcus

Alguns outros posts interessantes...