sexta-feira, 12 de março de 2010

Gran Reserva Chardonnay 2008

Nacional, do Vale dos Vinhedos, este excelente 100% Chardonnay é um dos produtos topo de gama da Vinícola Casa Valduga. Estágio de maturação sobre borras, com duração de 6 meses, em barricas de carvalho francês e romeno. 14% vol álc.

Amarelo claro, tendendo ao palha, porém um pouco mais "denso".

Nariz típico, com frutos tropicais, toques de madeira, bala toffee, chocolate branco. Instingante!

Encorpado e refrescante, em boca mostra-se muito cremoso, amanteigado, típico dos chardonnay com passagem por barrica. Aromas em boca lembram os frutos tropicais. Permanece longamente em boca.

Um dos brancos de excelência feitos no Vale dos Vinhedos. É gastronômico? Sim! Vai melhor em quais ocasiões? Naquela que for escolhida!

É um vinho de respeito, tem corpo, peso, presença, mas irá bem sozinho, assim como será ótima companhia para carnes brancas, massas com molho ao sugo, pescados e frutos do mar, enfim, uma infinidade de pratos que sigam logo após as entradas. Creio, inclusive, que não faria feio ao lado de um bom e untuoso corte bovino, ainda que eu, um xiita do tannat, prefira um tinto para esta ocasião.

Nesta noite, de puro deleite gastronômico (ostras frescas e gratinadas ao fondue de brie, sashimi de atum, sardinha frita, joelho de porco e batatas ao murro) e companhias mais do que amigas, irmãs, foi um excelente vinho de entrada. Ainda que a chardonnay não seja reconhecida como acompanhante tradicional da gastronômia nipônica, o frescor deste Gran Reserva fez com que fosse bem, não apenas com o sashimi e seu fiel escudeiro molho shoyo com gengibre e cebolinha, mas também com todos os pescados. Só não o testei ao lado do suíno porque, "inexplicavelmente", acabou antes... Fica pra próxima...

Já está no mercado a safra 2009, da qual tenho lido as melhores referências dos mais ativos enoblogueiros nacionais. Mas se você encontrar a safra 2008, não a desperdice, pois ainda está muito boa e com promessa de vida longa e frutífera.

Por esta garrafa, paguei a bagatela de R$19,00 no Makro Speciale. O preço médio da safra corrente gira ao redor dos R$50,00. Mesmo no preço mais elevado, o considero um "best buy".

2 comentários:

Vinho para Todos disse...

Marcus, esse vinho me impressionou todas as vezes que bebi. A primeira vez, inclusive, foi na semana em que foi engarrafado, no varejo da Casa Valduga.

Assim como você, acredito que poderá evoluir em 1 ano. Mais que isso, não sei.

Tenho um 2009 em casa e devo abri-lo em breve para comentar.

Saúde!

Marcus disse...

Gil,

Fiquei impressionado com corpo e frescor desse vinho. Guardadas as devidas proporções - e respeitada a "licença poética" -, este chardonnay está mais para a Borgonha do que para o Vale dos Vinhedos. E é por isso que creio que ele poderá ir bem, além de mais um ano...

Infelizmente, na ocasião comprei apenas duas garrafas, e como esta safra já está difícil de encontrar no varejo, não sei se conseguirei fazer a prova dos nove.

Abs.,
Marcus

Alguns outros posts interessantes...